Mais comentários crípticos

WW-logoAinda sobre o Conclave Internacional da Camarilla (veja mais no post anterior), eis alguns comentários rápidos de Russell Bailey, desenvolvedor do EVE RPG e de Vampiro: o Réquiem [*], nos fóruns da RPG.Net:

  • “O Mundo das Trevas é maior do que esta divisão artificial entre Antigo e Novo”.
  • “Não é Demônio”. [**]
  • “Publicações eletrônicas e em outros formatos alternativos – é nessa direção que estamos indo. Há alguns detalhes que já sabemos e outros que ainda não sabemos, mas esta é uma direção que vínhamos  planejando tomar há alguns anos. Não se trata apenas de ‘migrar para PDF’ e fazer a mesma coisa que sempre fizemos”.

Mais adiante no mesmo tópico, vemos comentários como estes abaixo, em resposta a um fã que disse acreditar que, em algum ponto, uma nova edição do Novo Mundo das Trevas seria algo natural:

Quanto a uma nova edição… Honestamente? Não sei [se concordo]. Não acho que iremos fazer um Novo Mundo das Trevas 2ª edição. Fazer uma nova edição de alguns livros de regras básicos seria legal, mas não vejo necessidade de material suplementar.

O antigo modelo do setor [de RPGs de mesa], de lançar uma nova edição a cada dois anos e uma nova fornada de suplementos semelhantes realmente não é uma boa idéia neste momento. (…)

Antigamente, a coisa mais esperta a se fazer era simplesmente desenvolver o máximo de livros que pudéssemos. A qualidade era uma questão prioritária, mas a realidade era distribua-ou-morra. Nós saímos dessa, por uma série de motivos.

E ainda mais, para quem se preocupou com a declaração de que a divisão entre Antigo e Novo Mundo das Trevas é artificial, ele esclareceu:

  • “Nós não vamos publicar livros novos para Máscara, mas há material da segunda edição e da edição revisada que podemos querer usar para Réquiem ou um novo jogo para Mundo das Trevas”.
  • “Posso dizer com segurança que não tenho planos para [implantar] um metaplot”.

[*] Ele deu a entender que virou o desenvolvedor da linha, enquanto Joseph Carriker “está na CCP” (a companhia que comprou a White Wolf).

[**] Porque o que mais se vê por aí é fã pedindo um novo Demônio: a Queda, de forma até obsessiva.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Mais comentários crípticos

  1. cochise disse:

    Acho que a CCP está desenvolvendo algo realmente interessante no WoD online.
    Talvez menos um mmorpg e mais um tabletop 3d que olhando de relance parece um mmorpg.
    A distribuição de conteúdo digital sendo algo mais que um simples D&D Insider.
    EVE é revolucionário. o WoD foi revolucionário. Estamos no limiar de alguma coisa realmente interessante.

  2. João Mariano disse:

    Também me parece que estão a usar a comunidade pré-existe para fazer community playtesting do que vão lançar no WoD MMO. E parece-me que o suplemento Danse Macabre vai já testar algumas ideias no papel antes de as executar on-line.

  3. fabiosooner disse:

    Também acho que é nessa direção que a coisa vai: a WW vai virar mais uma provedora e gerenciadora de conteúdo do que uma editora de livros de papel. O RPG ainda vai ser a atividade principal dela, só que em outras mídias e formatos. O MMO vai se aproximar de uma rede social, os livros serão vendidos em formatos eletrônicos e Print-on-demand (você faz o pedido, a gráfica imprime e te manda), e ele vão fazer menos suplementos no esquema tradicional e sim como pacotes de conteúdo, lançados tanto pro MMO quanto para os jogos de mesa.

Os comentários estão desativados.